Você sabia que nossas atividades diárias comuns emitem direta ou indiretamente carbono e, consequentemente, contribuem com o aquecimento global? Descubra como diminuir a sua pegada de carbono.

A pegada de carbono é uma das componentes da pegada ecológica mais ampla. Diz respeito à quantidade de dióxido de carbono (CO2) que um indivíduo produz em decorrência de suas atividades diárias e rotineiras (habitação, alimentação, transporte, consumo, etc.). Ou seja, é uma forma de medirmos nosso impacto no meio ambiente.

Geralmente, cada indivíduo tem uma pegada de aproximadamente 4t de CO2 por ano.

Quase tudo o que fazemos emite carbono e, consequentemente, tem impactos ambientais. Uma volta de carro, um movimento do interruptor de luz, o tempo no banho ou um voo pra fora da cidade. Tudo isso utiliza combustíveis fósseis, como petróleo, carvão e gás. Quando esses combustíveis são queimados emitem gases do efeito estufa, como o CO2, que contribuem para o aquecimento global e têm efeitos prejudiciais sobre o meio ambiente e sobre a vida humana e animal.

pegada-de-carbono-02

No entanto, podemos agir para reduzir a nossa pegada de carbono!

Reduzir significativamente essa pegada é um passo essencial para acabar com o abuso ecológico e viver dentro dos limites propiciados pelo planeta.

Assim, pessoas conscientes, preocupadas com os problemas ambientais e com as mudanças climáticas, devem estar sempre procurando alternativas viáveis para reduzir sua pegada.

Com isso, listamos aqui 10 dicas para te ajudar nessa tarefa. Fique por dentro!

1) Estabeleça um marco

O primeiro passo é calcular a sua pegada de carbono atual. A partir deste marco, é possível fixar metas e orientar-se para estilos de vida mais sustentáveis, promovendo as mudanças necessárias no seu dia a dia.

2) Não desperdice alimentos

O que você come contribui para a sua pegada de carbono. Para a produção dos alimentos utilizam-se inúmeros recursos, há grandes custos com transporte e elevados níveis de poluição.

Então, não deixe seus alimentos estragarem! Compre apenas o necessário e sempre faça uma lista de compras. Ainda, dê preferência aos orgânicos e a produtos com pouca embalagem (prefira a granel).

3) Tenha uma composteira doméstica

Essa dica auxilia também a seguir o passo anterior, já que consiste na “reciclagem” de restos de alimentos. Através da compostagem doméstica você transforma resíduos orgânicos que seriam desperdiçados em adubo para sua horta ou jardim, minimizando os impactos do seu consumo diário.

4) Consuma menos carne

Na cadeia produtiva, os alimentos emitem carbono em todas as etapas. A produção de carne vermelha é a que tem impacto mais significativo. Assim, evite o consumo de carne pelo menos uma vez na semana. Com isso, você poupa os enormes gastos de água e energia que ocorrem no processo de produção da carne, uma das indústrias mais poluidoras e impactantes atualmente. Se conseguir manter essa dieta mais vezes na semana, melhor ainda.

5) Compre com critérios

É importante saber o que você está comprando! O excesso de hábitos consumistas (cultura dos descartáveis) é um dos fatores que mais contribui para o esgotamento das reservas naturais do planeta.

Frente a isso, prefira marcas que sigam princípios socioambientais e éticos. Aqui na Armário Orgânico, por exemplo, buscamos sempre diminuir a pegada de carbono dos nossos produtos, priorizando métodos menos nocivos ao meio ambiente ao longo de toda cadeia produtiva. Utilizamos matérias-primas sustentáveis para confecção das nossas camisetas, seguindo os conceitos de reciclagem e reutilizaçãocultivos orgânicos, minimizando a degradação ambiental e as emissões de CO2, produzindo peças exclusivas e atemporais que possuem vida útil prolongada.

Contribua com esse tipo de projeto! Você estará colaborando para reduzir a desigualdade social e promover o desenvolvimento econômico no rumo da sustentabilidade.

pegada-de-carbono

6) Prefira produtos fabricados localmente

Transportar os produtos do local onde foram produzidos até o local onde são processados e embalados e depois até a loja ou supermercado tem custos ambientais. Na indústria da moda (fast fashion) isso é bastante comum, onde as peças circulam pelo mundo antes de chegar às lojas e ao consumidor final. Um sistema nada sustentável.

Ao escolher produtos locais, você irá não só reduzir a sua pegada de CO2, como também irá apoiar os produtores locais ao invés das grandes corporações. Fique atento às etiquetas, escolha o Feito no Brasil e estimule o comércio justo e de qualidade.

7) Evite sacolas plásticas

Como já falamos aqui no blog, o lixo plástico é um grande problema ao ambiente. Além de ter derivados do petróleo em sua composição, demora muitos anos para se degradar.

Fuja desse tipo de material. No mercado/feira, tenha a sacola reutilizável (ecobags) como sua melhor amiga. E em casa, substitua as sacolinhas de lixo por sacolas feitas com jornal.

8) Siga os Rs da Sustentabilidade

Aplique os 8 Rs da sustentabilidade no seu dia a dia e contribua com a diminuição das emissões de CO2. Repense, reduza, reutilize, recicle, recuse, respeite, responsabilize-se e repasse. Use a criatividade. Através desses hábitos você irá reduzir a produção de lixo, poupar energia e água, evitar poluição desnecessária, diminuir a demanda por recursos naturais e aumentar a vida útil das suas coisas.

9) Use menos o carro

O transporte é um dos maiores vilões na pegada de carbono global. Então, diminua sua quilometragem. Movimente-se! Ande mais a pé e de bicicleta, use o transporte coletivo, estabeleça um sistema de caronas solidárias com seus colegas e/ou invista em carros mais econômicos

É importante também manter a revisão do seu carro em dia e sempre calibrar os pneus, de modo a assegurar a sua eficiência na estrada.

Não é fácil deixar o carro na garagem, comece devagar, faça pequenas alterações, um pouco de cada vez. Além disso, andar a pé ou de bicicleta é muito melhor não só para o ambiente, mas também para a sua saúde.

10) Invista em energias alternativas

Diminua sua dependência por combustíveis fósseis. Aposte em fontes de energia renováveis para conseguir uma energia mais limpa, tais como a solar, consumindo combustíveis alternativos e que respeitem mais o meio ambiente. Evite também o consumo desnecessário de energia.

E então, que pegadas você está deixando no mundo?

pegada de carbono 01

Um modo de vida mais sustentável implica exigir menos da natureza, garantindo, assim, uma pegada mais leve. Suavize seu rastros 👍👍

É claro que esforços individuais para reduzir as emissões podem ir apenas até certo ponto. Diminuir o CO2 para níveis mais seguros requer regulamentação governamental e a ação de empresas.

O cálculo da própria pegada de carbono permite, porém, que a pessoa veja onde está e como ela pode mudar. Então, àqueles que desejam aceitar a responsabilidade pessoal e fazer a sua parte, é só começar! Controle suas emissões e mude seus hábitos pessoais!

Com pequenas mudanças nos nossos hábitos diários, podemos fazer uma grande diferença. Deixe uma herança mais limpa às gerações futuras! O planeta e a vida agradecem 😀


Receba os conteúdos exclusivos!


 

Deixe seu comentário:

Comentários