Crueldade e exploração animal são comuns em diversos setores.

Todos os dias ouvimos notícias sobre condições degradantes de exploração animal em zoológicos, na criação de gado e frango, cobaias para testes de cosméticos, tráfico de animais silvestres para serem vendidos como pets, etc.

Na indústria da moda isso não é diferente! Diversas empresas se aproveitam dos recursos animais (além de outros impactos ambientais) para seduzir clientes desavisados. Exemplos comuns da exploração animal na indústria da moda são os artigos confeccionados a partir de couro e peles. Até mesmo peças confeccionadas de seda não estão livres de crueldade, já que o bichinho que a produz é fervido vivo para se separar o fio.

Segundo o Projeto Esperança Animal, para a extração da pele, por exemplo, os animais são eletrocutados, envenenados, afogados ou estrangulados. Nem todos morrem imediatamente, alguns são esfolados ainda vivos! Em alguns locais, para que as peles fiquem intactas, corta-se a língua do animal, deixando-o a sangrar até morrer. Atualmente roupas de pele animal já não são mais tão vistas com bons olhos.

Já o couro nunca saiu de moda, sendo item de “luxo” em grandes grifes ao redor mundo. Mas muitas vezes os consumidores não refletem que uma vida deixou de existir para que aquele item chegasse às prateleiras.

A realidade deve ser mostrada, pois o que os olhos veem, o coração sente! Não mate para vestir!

Assim, visando a alertar para essa crueldade desnecessária, que serve apenas para inflar o ego de mentes atrasadas, a ONG pelos direitos dos animais PETA lançou a chocante campanha “Por Trás do Couro”. No comercial, uma loja sofisticada em um shopping da Tailândia expõe artigos de couro exótico (de cobras e jacarés, por exemplo).

No entanto, quando o consumidor analisa o interior dos produtos se depara com uma cena impactante e se dá conta do que está por trás destes artigos. Confira mais no vídeo de divulgação da campanha.

Impressionante não?! Como você agiria frente a isso? Ainda compraria?

Quando um produto “incrível” aparece na frente de algumas pessoas, o questionamento sobre práticas sustentáveis acaba sendo ofuscado pela sedução do consumo. Não caia nessa! Pense bem antes de comprar. Crie essa cultura dentro de você e consuma de forma consciente! Ponha um pouco da sustentabilidade em prática na sua vida.

Apenas com mudanças nos princípios, valores e hábitos da sociedade é que as indústrias serão forçadas a adotarem novos modelos de negócios, compatíveis com os novos comportamentos dos cidadãos e dos consumidores.

moda-sustentavel-cruelty-free-exploração animal

Bata de frente com a cultura de naturalização e banalização da crueldade com os animais. Escolha produtos que tenham princípios éticos e livres de crueldade, tanto animal quanto social e ambiental. Opte pelo sustentável de verdade, e alie qualidade e estilo a uma consciência leve e livre de culpa. 🙂

Confira também nossa matéria mostrando como seria o mundo se houvesse uma inversão de papeis entre animais e seres humanos. Vale a reflexão!

O que achou do conteúdo? No espaço abaixo você pode deixar a sua opinião sobre este tema! Caso tenha algum outro tópico que lhe interessa e que queira ver aqui no Blog da Armário, nos avise!


Receba os conteúdos exclusivos!


 

Deixe seu comentário:

Comentários