Anualmente, em todo mundo, 8 milhões de toneladas de lixo plástico são jogadas nos oceanos. Este número supera de 20 a 2 mil vezes os cálculos anteriores sobre a massa de plástico levada pelas correntes oceânicas.

Estes dados foram divulgados no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência. O resultado é considerado um dos melhores esforços para quantificar o plástico descartado, queimado ou arrastado para o mar. Segundo os pesquisadores, a análise também pode ajudar a descobrir a quantidade total de plástico existente hoje no oceano – não apenas o material que é encontrado na superfície ou nas praias.

 Vilão dos oceanos

Grandes quantidades de resíduos podem estar escondidas no fundo dos oceanos ou fragmentadas em pedaços tão pequenos que não são captados pelas análises convencionais. Essas partículas estão sendo ingeridas por criaturas marinhas – o que pode resultar em consequências desconhecidas. Os detalhes foram divulgados no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência.

Os cientistas também fizeram uma lista dos países que seriam os maiores responsáveis pelo despejo desses resíduos. As 20 nações que despejam as maiores quantidades seriam responsáveis por 83% do plástico mal gerenciado que pode entrar nos oceanos.

A China ocupa o topo da lista, produzindo mais de um milhão de toneladas. Mas a equipe ressalva que é preciso levar em conta a imensa população do país e a extensão da sua costa. Os Estados Unidos ficaram no 20º lugar da lista. O país tem uma grande área costeira, porém adota melhores práticas de descarte do lixo. Por outro lado, os EUA registram altos níveis de consumo de plástico per capita. A União Europeia é analisada em bloco e ocupa o 18º lugar na lista.

Soluções para o problema do lixo plástico

O estudo recomenda soluções para o problema. Afirma que as nações ricas precisam reduzir seu consumo de produtos descartáveis e embalagens de plástico, como sacolas plásticas. Já os países em desenvolvimento têm que melhorar o tratamento do lixo.

A equipe de pesquisadores estima que a quantidade de lixo plástico jogada anualmente nos mares pode alcançar 17,5 milhões de toneladas até 2025. Isso significa que até lá 155 milhões de toneladas chegarão aos oceanos. O Banco Mundial estima que o patamar máximo de lixo produzido no mundo só será atingido em 2100.

O plástico é um ótimo material para reciclagem e reutilização. Dentre outras possibilidades para reaproveitamento, surge a confecção na indústria têxtil. Leia a matéria a seguir: Reutilização do PET na confecção de camisetas

*Fonte: www.bbc.com/


Receba os conteúdos exclusivos!


Deixe seu comentário:

Comentários