Você já ouviu falar sobre sustentabilidade na moda? A Armário Orgânico preparou um resumo especial para você!

Para começar, você já se perguntou quem fez suas roupas? Que caminho ela percorreu antes de chegar até você?

A indústria tradicional das grandes varejistas de moda (Fast Fashion) incentiva um ciclo de produção, consumo e descarte extremamente rápido.

Os produtos geralmente têm baixa qualidade, vida curta e tornam-se rapidamente obsoletos. Todo esse processo é altamente danoso ao meio ambiente!

Aliado a isso, visam atingir preços cada vez mais baixos, terceirizando grande parte de sua produção em países subdesenvolvidos, geralmente asiáticos. No entanto, alguém acaba pagando por esses preços extremamente baixos, através de condições indignas de trabalho, análogas ao trabalho escravo.

Esse sistema obsoleto e exploratório está com os dias contados!

Isso graças às mudanças de postura que a sociedade vem tomando. Com o surgimento e ascensão do consumo consciente, os consumidores passaram a se importar mais com a origem dos produtos.

Sustentabilidade na Moda - Armário orgânico 02

Nesse contexto surge a sustentabilidade na moda. É a sustentabilidade invadindo as passarelas e guarda-roupas pelo mundo todo.

A sustentabilidade na moda baseia-se em três fatores principais:

1) ECOFRIENDLY

Processos produtivos menos poluentes e de menor impacto ambiental, desde a escolha das matérias-primas até a fabricação do produto final. Busca-se sempre a redução do desperdício e o uso racional dos recursos naturais e da energia.

Encontrar alternativas mais sustentáveis, que visem à manutenção do bem-estar coletivo e da saúde do planeta, é um desafio contínuo para a Armário Orgânico. Nossas peças são feitas apenas com malhas provenientes de fibras orgânicas ou recicladas (Ex: PET), focadas na qualidade e durabilidade. Além disso, todos nossos retalhos são doados, transformando-se em outros produtos e evitando o descarte no ambiente.

sustentabilidade-na-moda

2) COMÉRCIO JUSTO (Fair Trade)

Propõe uma produção mais humanizada e livre de exploração. Ética é um dos conceitos centrais! Todos os envolvidos são valorizados e respeitados. Condições dignas de trabalho e remuneração justa devem ser garantidas.

A precificação do produto final também deve ser justa, levando em consideração o conceito e história do produto, mas sem explorar o consumidor.

Além disso, apoia o comércio local e o pequeno produtor, formando redes de crescimento socioeconômico. Conheça a importância do movimento Feito no Brasil.

3) SLOWFASHION

Incentiva uma produção desacelerada, em um ritmo mais saudável e alinhada aos ciclos naturais. Segue o raciocínio de “qualidade sobre quantidade”, prezando por peças atemporais, minimalistas, versáteis e feitas para durar.

Também incentiva práticas de reuso, trocas, consertos, upcycling. Assim, ao contrário da fast fashion, valoriza o uso prolongado e transformação das peças de roupa. Ponha a criatividade pra funcionar.

moda-sustentavel-03

Moda, homem e natureza são perfeitamente capazes de caminhar lado a lado.

Concluindo, percebemos que a sustentabilidade na moda vai além de uma preocupação apenas ambiental. Ela também promove a responsabilidade social e o respeito a todos os envolvidos na cadeia de produção.

De maneira resumida, a moda sustentável uniu o ideal de equilíbrio harmônico entre natureza, economia e sociedade para alcançar o novo consumidor, mais exigente e preocupado com as pegadas que deixa sobre o planeta.

Diante disso, passe a perguntar nas lojas sobre os tecidos, como são produzidas as peças que estão ali, como essas pessoas trabalham, como as roupas chegam até à loja.

Pesquise bastante. Faça parte da Revolução Fashion 🙂 Junte-se a nós.

Vista essa camisa!

Se interessou pelo assunto? Acesse aqui nosso conteúdo completo sobre Moda Sustentável. Fique por dentro!


Receba os conteúdos exclusivos!


 

Deixe seu comentário:

Comentários